domingo, outubro 30, 2005

Mistério desfeito (para alguns) - Parte II

Há já bastante tempo, que não dizia por aqui nada.
E pouco mais irei dizer para além de que, se continua a manter o espírito deste cantinho feito página. A ideia continua a mesma e, como diz a Amiga e muito bem, é um espaço onde nos é permitido ser tudo e não ser nada. Agora que, perante algumas dúvidas, os autores do Roque e a Amiga (Margarida, ela e Pedro, eu) estão apresentados, vamos continuar a nossa “saga” de vos ir incomodando com os nossos escritos. Tudo começou com uma brincadeira virtual, que se tornou real a partir do momento em que tivemos a sorte (ou o azar !!!) de nos conhecermos. Daí até uma parceria, nisto dos blogs, foi um saltinho… e acho que por agora, a quem nos conhece, está desmistificado o segredo. A quem não nos conhece, como diz a Amiga, considerem isto como uma apresentação!!!
Um bom Domingo para vós!
|

sábado, outubro 29, 2005

Mistério desfeito (para alguns)

Este post serve exclusivamente para dizer que O mundo à janela é de minha autoria. Ou seja, quem queria saber quem sou, agora, já sabe.

O Roque e a Amiga foi criado com a função de não ter função. É pura descontracção dos autores que aqui escrevem. Aqui, a Amiga - Margarida - brinca, mente e é aquilo que quer ser.

Este post serve, também, para dar um beijo do tamanho do mundo a uma pessoa que eu tanto gosto e que vibrou, de início, por querer saber quem era o roque e a amiga. Para ela: chuack, chuack**
|

sábado, outubro 22, 2005

Desejo inconsciente

Aproximamo-nos da tua casa e eu sinto-me deslocada deste corpo, como se não fosse o meu. Paro, mas tu puxas-me de imediato e continuamos, então, a caminhar naquela rua escura e deserta.
A noite foi longa.
Dançámos imenso. Alimentámo-nos dos nossos risos e dos nossos beijos.
Sinto-me sem forças. Deixo-me cair na tua cama, e tu usas o meu corpo como se fosse o teu, e eu deixo-me levar por essa tua loucura inata.

Acordo forçosamente com a luz do sol. Espreguiço-me. Olho em volta e encontro-te a meu lado. Não acredito que aquele cenário seja verdadeiro. Fecho os olhos e volto a abri-los, olho em volta e tu continuas lá. Levanto-me apressadamente e percorro em busca da minha roupa que se encontra espalhada naquele quarto enorme. Visto-me tão rapidamente que a camisola fica do avesso. Não tenho tempo para a mudar. Procuro a saída da tua casa, pois não me lembro por onde entrei. Desisto de a procurar. Sento-me no chão da tua sala ainda por mobilar. Penso porque é que quero fugir de ti, se sempre te quis ter junto de mim. Sorrio timidamente e volto para o teu quarto, onde tu ainda dormes. Dispo-me e espalho a roupa, como estava inicialmente. Deito-me cuidadosamente na tua cama, e abraço-te fortemente para que não consiga fugir mais nenhuma vez de ti. Os meus olhos sorriem e eu volto adormecer.

|

domingo, outubro 09, 2005

Óptimo acordar

Acordo com a luz cinzenta que se faz sentir nesta manhã. E que doce manhã. Deixar-me dormir novamente, enquanto que a chuva vai deslizando pelos vidros deste quarto que se encontra, estranhamente, silencioso.Não sinto frio, apenas uma ligeira brisa que invade o meu corpo sorrateiramente.
Vagarosamente, vou fechando os olhos e vou saboreando este momento que se torna único. Afinal, eram 7:30 e tratava-se duma manhã de domingo. Estou quase adormecer, quando, furiosamente, abrem a porta do meu quarto, saltam para cima da minha cama e me invadem de beijos. E, antes que diga alguma coisa, os dois enroscam-se e adormecem comigo.

É a isto que eu chamo: um óptimo acordar. :)
|

terça-feira, outubro 04, 2005

Dia Mundial do Animal

Só para lembrar que hoje, é o Dia Mundial do Animal.
E como diz o slogan, "Os Animais são nossos Amigos".
Prove que é um bom Animal, e respeite os seus iguais... quanto mais não seja, como seres vivos que são.
Meditem no quiserem e puderem.
|